Fechar
Menu
AGENDE UMA CONSULTA
Busca
Instagram
Facebook
Voltar
O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE PREENCHIMENTO LABIAL

Por que esse procedimento pode ser usado para recuperar a estrutura e o volume dos lábios, melhorando sua aparência

preenchimento labial
Preenchimento labial

Ao lado da aplicação de toxina botulínica, o preenchimento labial é um dos procedimentos mais procurados no consultório dos dermatologistas. O próprio nome indica a função: preencher os lábios com substâncias para recuperar ou aumentar o volume e melhorar o contorno.

Para o preenchimento labial, a substância utilizada é o ácido hialurônico (HA na sigla em inglês). Seu resultado é temporário e dura cerca de 8-12 meses, pois o HA é naturalmente absorvido pelo organismo.  Existe um composto  plástico, cujo resultado é permanente, o polimetilmetacrilato (PMMA), mas não utilizamos em virtude das complicações que podem surgir.  

PARA COMBATER A AÇÃO DO TEMPO

O preenchimento labial é um recurso de que o dermatologista dispõe para amenizar os efeitos do envelhecimento nessa região. Por volta dos 30 anos, a produção de colágeno, uma das fibras de sustentação da pele, começa a a diminuir, e a gordura subcutânea é progressivamente reabsorvida. Com isso, os lábios se tornam mais finos e podem surgir rugas ao redor deles, as chamadas rugas periorais, que popularmente são conhecidas como “código de barras”. Os cantos dos lábios geralmente ficam “caídos”, o que deixa a pessoa com uma aparência cansada e envelhecida.

É importante esclarecer que o mesmo cuidado que você tem com a pele do rosto, deve ser dispensado à mucosa labial. Dessa maneira, a exposição inadequada ao sol, por exemplo, acelera o envelhecimento da região, assim como o tabagismo, já que o ato de fumar exige movimentos repetitivos que provocam o surgimento de linhas de expressão ao redor dos lábios – sem falar em outros prejuízos para a aparência e, principalmente, para a saúde.

SEMPRE PROCURE UM MÉDICO PARA REALIZAR O PROCEDIMENTO

Antes de realizar o preenchimento, médico e paciente devem conversar bastante. O médico ouve as queixas do paciente e esclarece suas dúvidas, avaliando cuidadosamente a aparência dos lábios, analisando características como espessura, simetria, presença de rugas periorais etc.  Aumentar exageradamente o volume dos lábios não é uma boa ideia, porque vai deixar o rosto muito diferente – e o que se espera desse tipo de procedimento é uma melhora, sim, mas sutil, algo que as pessoas não vão conseguir dizer exatamente o que é. Depois de um preenchimento labial, o ideal é ouvir comentários do tipo: “Nossa, você está com uma aparência ótima! O que aconteceu?” “Tem algo diferente em você, mas não sei o que é. Só sei que está muito bem!”

É por isso que você só deve se submeter a um preenchimento labial com um dermatologista ou com um cirurgião plástico. Além da habilidade técnica, o médico tem conhecimento de anatomia, o que é fundamental para conseguir um bom resultado, já que certas proporções precisam ser respeitadas a fim de obter um resultado realista e esteticamente agradável. Isso também é importante para garantir a segurança da aplicação, pois só um médico tem condições de reconhecer um eventual problema e de agir imediatamente para solucioná-lo. Em um artigo publicado no site Harvard Health Publishing, da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a dermatologista Kristina Liu, explica por que os preenchimentos em geral devem ser realizados apenas por médicos.

O preenchimento labial é um procedimento minimamente invasivo e indolor, já que os produtos utilizados para esse fim já vêm com associação de anestésico.  Há várias marcas de ácido hialurônico injetável no mercado. O médico escolhe a mais adequada para cada paciente. No caso dos lábios, é utilizado ácido hialurônico com textura mais espessa – o que não acontece quando o preenchimento é feito na área dos olhos, por exemplo, quando a escolha é por um produto de textura mais fluida.

A aplicação é realizada com uma agulha ou com uma cânula bem fininha. O dermatologista injeta o ácido hialurônico aos poucos e vai moldando a área para acomodar o produto e conferir o resultado. A recuperação é rápida e leva alguns dias e o procedimento tem poucas contraindicações. Depois de cerca de um ano é preciso repetir a aplicação, já que, como foi dito antes, o ácido hialurônico é absorvido pelo organismo.

Para finalizar, é importante esclarecer uma confusão que muita gente faz entre os efeitos da toxina botulínica e do ácido hialurônico. Enquanto a toxina botulínica paralisa os músculos da região em que é aplicada, suavizando as linhas de expressão (ela pode ser utilizada, por exemplo, para levantar os cantos da boca), o ácido hialurônico recupera ou aumenta o volume do local – algo que a toxina botulínica não faz. No mais, converse com seu dermatologista para esclarecer todas as suas dúvidas e ver como o preenchimento labial pode deixar você mais feliz com a sua aparência.

Compartilhe Isso:
Comentários
Comentários  (0) Comentário(s)

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: 11 5561 0516
Endereço: Av. Pavão, 955 cj. 47 Moema, São Paulo - SP
Horário de atendimento: Segunda a Sexta-feira 9h às 19h . Sábados das 8h às 12h
Instagram
Facebook
© Copyright 2019 - Luciana Conrado Dermatologia. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily
Open chat