Fechar
Busca
Instagram
Facebook
Acne
AGENDAR CONSULTA
TELEFONE 11 5561 0516
Acne

A acne surge por uma disfunção da glândula sebácea relacionada à presença dos hormônios sexuais. Em função disso, começa na puberdade, época em que os hormônios sexuais passam a ser produzidos pelo organismo, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos.

O maior responsável pelo aparecimento da acne é a glândula sebácea, que produz a oleosidade da pele e está presente principalmente na face, região peitoral e nas costas. Durante a infância, esta glândula permanece inibida, pequena e não produz nenhum sebo, razão pela qual as crianças têm pele lisa, homogênea e sem oleosidade.

A acne aparece na puberdade induzida pelo início da produção de hormônios sexuais femininos (estrógenos) e masculinos (andrógenos). Nas moças, a acne é mais freqüente dos 14 aos 17 anos. Nos rapazes, pode chegar um pouco mais tarde, entre os 16 e 19. A maioria dos casos de acne resolve-se espontaneamente na segunda década da vida. Mas sempre há exceções: algumas pessoas continuam apresentando os sintomas durante a vida adulta. Representam em torno de 1% da população masculina e 5% da feminina.

A acne aparece com maior freqüência no rosto, peito e dorso, onde o número de glândulas sebáceas é maior. Apresenta tendência hereditária, sendo que um jovem cujo pai e mãe tiveram acne tem maior chance de apresentá-la. No entanto, você pode ser o primeiro a ter espinhas em sua família ou somente um dos irmãos pode apresentar pele acneica.

A acne ocorre devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.

Durante a adolescência, ela pode apresentar graus variados, dos mais leves, que cursam com comedões (cravos) na face, até as formas mais graves, com nódulos e cistos na face, região peitoral e dorsal (nas costas), chamada de acne conglobata e que pode evoluir com quelóides na sua cicatrização (acne queloideana).

É importante evitar manipular as espinhas, bem como usar produtos caseiros, desconhecidos ou recomendados por amigos. O tratamento da acne é individual conforme seu grau e a intensidade, por via oral ou local, após avaliação criteriosa do médico dermatologista.

Telefone: 11 5561 0516
Endereço: Av. Pavão, 955 cj. 47 Moema, São Paulo - SP
Horário de atendimento: Segunda a Sexta-feira 9h às 19h . Sábados das 8h às 12h
© Copyright 2019 - Luciana Conrado Dermatologia. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily