Por dentro da pele

A pele é formada por três camadas   – epiderme, derme e hipoderme – que se comunicam continuamente entre si e têm características e funções diferentes.

A epiderme é a camada mais externa, aquela que você pode ver. Sua principal função é formar uma barreira protetora, impedindo a entrada e a saída de água e de outras substâncias, bem como a invasão de bactérias, fungos, vírus e outros agentes.

Logo abaixo vem a derme, camada intermediária composta basicamente por água e fibras de colágeno e de elastina, responsáveis pela sustentação da pele. A derme também apresenta uma grande quantidade de vasos sanguíneos e  terminações nervosas. Essas terminações recebem estímulos do meio ambiente que são transmitidos ao cérebro pelo sistema nervoso e traduzidos em sensações como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas etc. É na derme que se concentra a “vida” da pele. Ela funciona como interface entre o meio interno e externo.

Formada por células de gordura, a hipoderme é a camada mais profunda. Por isso, sua espessura é bastante variável, dependendo não só do peso e da estrutura do indivíduo, mas também da área do corpo em que se localiza. Uma das funções da hipoderme é “amortecer” impactos mecânicos, além de servir de suporte para a epiderme e a derme. A hipoderme também é responsável por manter a temperatura corporal e acumular energia para o desempenho das funções biológicas.

A pele é diferente em diferentes regiões do corpo. Há áreas em que é mais espessa, caso das palmas das mãos e das plantas dos pés, e outras em que é extremamente fina, como nas pálpebras.

A pele também é permeável e capaz de absorver algumas substâncias. Essa capacidade de absorção é maior nas crianças e nas pessoas idosas, que têm a pele mais fina.

A sua cor é garantida por um pigmento chamado melanina, produzido por melanócitos, células que se localizam na epiderme. As variações na cor da pele (pele branca a negra) são determinadas pela maior ou menor produção de melanina, que varia de indivíduo para indivíduo. Como a melanina, que também está presente no cabelo e nos olhos, ajuda a proteger a pele da radiação solar, peles mais claras correm mais risco de sofrer queimaduras solares.