Câncer de pele

O câncer de pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicaram-se de maneira desordenada e anormal dando origem a um novo tecido, a neoplasia.

Entre as causas que predispõem ao início desta transformação celular aparece como principal agente a exposição prolongada e repetida à radiação ultravioleta do sol.

O câncer de pele geralmente se desenvolve na epiderme, a camada mais externa da pele, então costuma ser bem visível. Isso faz com que a maioria dos casos sejam detectáveis nos seus estágios iniciais.

O tipo mais comum é o carcinoma basocelular (CBC) que pode ser desfigurante localmente se não tratado, mas em geral não se espalha para outras partes do corpo (não apresenta mestástases). O carcinoma de células escamosas (espinocelular), é menos frequente e tem possibilidade de desenvolver metástases, razão pela qual deve ser bem acompanhado. O tipo mais perigoso é o melanoma, lesão em geral pigmentada (semelhante às pintas, também chamadas de nevos) que pode ser fatal se não tratado brevemente, e tem grande capacidade de desenvolver metástases.